Lata de alumínio para alimentos reduz custos de transporte e pegada de carbono   

Características sustentáveis da embalagem devem impulsionar sua adoção pela indústria alimentícia nacional

O sistema de transporte mais eficiente possibilitado pela utilização de latas de alumínio para embalar alimentos reduz o custo com combustível e a  emissão de CO2 , em comparação com embalagens produzidas com aço.  Os dados são comprovados por pesquisas realizadas pela Novelis, empresa fornecedora de laminados.

De acordo com o levantamento, um caminhão carregado com 50 mil latas de alumínio de atum, por exemplo, apresenta uma redução de peso de 1.398 kg, em relação às de aço, devido à leveza característica do metal.  Uma vantagem que reflete diretamente no consumo de combustível e no aumento de carga útil, uma vez que o limitante seja o peso total do veículo + carga. 

No exemplo citado acima, a economia de combustível chega a 5,59 litros a cada 100 km. E com isso, a economia de combustível gerada no transporte de 50 mil latas de atum com embalagens em alumínio pode ultrapassar R$ 77 mil ao longo de uma vida útil do caminhão estimada em 500 mil km, de acordo com o estudo da Novelis.

Menos viagens e menos gasto de combustível beneficiam diretamente o meio ambiente, fortalecendo as políticas de sustentabilidade da indústria alimentícia,  já que o transporte de alimentos embalados em latas de alumínio reduzem 1,39g de CO2 a cada 100 km rodados, totalizando 699 Kg em 500 mil km rodados.

“Redução de peso pode gerar economia
de R$ 77 mil no transporte
de 50 mil latas de atum”

Esses benefícios gerados pelas propriedades do alumínio contribuem para incentivar a adoção de latas totalmente produzidas com o metal pelo mercado brasileiro de alimentos, segundo Fernando Wongtschowski, gerente de Marketing da Novelis. Hoje ainda são utilizadas latas de aço no Brasil, apesar da crescente opção pelas tampas easy open com anéis de alumínio.

Outra vantagem das latas de alumínio, que muito contribui para a sustentabilidade da indústria alimentícia, além de reduzir a pegada de carbono, é sua reciclabilidade. A lata de alumínio possui uma cadeia de reciclagem completamente estabelecida e altamente eficiente entre todas as embalagens, o que está em sintonia com iniciativas voltadas ao controle do aquecimento global.  A Novelis, por exemplo, garante que hoje pode oferecer chapas e folhas para a fabricação de latas de alimentos contendo mais de 90% de matéria-prima de origem reciclada.

A lata de alumínio está entre as “embalagens verdes”, que, segundo a empresa,  são cada vez mais é um fator fundamental na escolha do produto pelos consumidores. Pesquisas apontam que 61% dos consumidores norte-americanos têm considerado as embalagens verdes ao decidir qual produto comprar e quase 70% consideraria trocar de marca, se elas comprovassem melhores práticas ambientais, como mostra dados fornecidos pela Novelis.

Um comentário sobre “Lata de alumínio para alimentos reduz custos de transporte e pegada de carbono   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *