Embalagem protege ativos naturais de fórmulas de cosméticos

Bisnaga de alumínio auxilia produção sustentável de cremes à base de sementes e frutas brasileiras

A opção pela bisnaga de alumínio para embalar cosméticos vai ao encontro das necessidades de empresas que adotam políticas sustentáveis como a Natura, reconhecida desde a origem por práticas socialmente responsáveis. Além do uso sustentável da biodiversidade botânica brasileira, a marca prioriza o uso de embalagens reutilizáveis e de fácil reciclagem.

De acordo com Daniel Gonzaga, diretor de Desenvolvimento de Produtos da Natura, a concepção de embalagens na empresa é suportada por três  grandes pilares: funcional, estético e sustentável. Todas as embalagens passam por essas avaliações na busca pela melhor combinação entre elas, um pré–requisito para qualquer lançamento chegar ao mercado.

Entre as embalagens que atendem essas condições estão as adotadas na linha Natura Ekos de cremes para mãos, pés e cabelos. “Desde 2005, utilizamos bisnagas de alumínio na marca. Uma embalagem que tornou–se um clássico da linha. O alumínio é um material inerte e de fácil moldagem, acompanhando formas diversas. Ele pode ser utilizado em tampas, bisnagas e frascos. O material também tem ótima aceitação do consumidor”, afirma Daniel Gonzaga, diretor de Desenvolvimento de Produtos.

“Alumínio preserva características de fórmulas de produtos fotossensíveis”

Além das propriedades do metal, como proteção aos efeitos de luz e umidade, a bisnaga de alumínio é colapsível, de deformação permanente, o que não permite a entrada de oxigênio, evitando a oxidação e degradação dos componentes dos cosméticos.

Ao justificar a adoção das embalagens dos produtos Natura Ekos, Gonzaga afirma que a linha possui ativos naturais, alguns fotossensíveis, e o alumínio ajuda na proteção, preservando a cor e outras características das fórmulas. “Também sempre buscamos desenvolver produtos que possam ser mais facilmente reciclados, e nossas embalagens orientam os consumidores para o correto descarte, incentivando a reciclagem”, conclui.

Os variados diâmetros dos slugs, discos de alumínio utilizados para a produção da embalagem, permitem o acondicionamento de 3g a 180g de produtos semissólidos. Em relação à matéria-prima dos discos, o alumínio primário puro é indispensável para obter uma parede contínua e sem perfurações.

2 comentários sobre “Embalagem protege ativos naturais de fórmulas de cosméticos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *