Vinho nacional ganha embalagens longa vida

O vinho de mesa Collina agora é envasado em cartonadas assépticas de 1 litro

Com o lançamento do vinho em embalagem cartonada asséptica, a Cooperativa Agroindustrial Nova Aliança inova para oferecer mais praticidade ao consumidor.

“Tradicionalmente essa categoria é ofertada ao mercado em garrafas de 750 mililitros com fechamento de rolha, e a marca Collina é uma delas. Porém, já é percebida a aceitação de diferentes tipos de embalagens pelo consumidor”, explica o coordenador de Marketing da cooperativa, Vinícius Fruet.

Nesse primeiro momento, apenas o vinho suave, que representa 80% do total comercializado pela marca, será lançado na embalagem desenvolvida pela Tetra Pak.

“Queremos nos tornar o principal representante desse produto no Brasil, ao possibilitar um consumo mais acessível e disponibilizar novos momentos de consumo. A nova embalagem também amplia o potencial de exportação da marca”, explica Fruet.

“Comum em países da Europa e América Latina,
embalagem oferece praticidade e conservação do produto”

Dentre as vantagens da embalagem está a conservação do produto. O vinho, quando entra em contato com o ar e a luz, vai perdendo aroma e sabor e, consequentemente, suas características originais em cerca de dois dias, após a abertura da garrafa. As bebidas envasadas nas cartonadas têm como aliada a proteção do alumínio, um dos componentes dessas embalagens. Prática para o consumidor, a caixinha é fácil de abrir e pode ser fechada novamente.

Para a Tetra Pak , o lançamento é uma oportunidade de expansão e fortalecimento da categoria no mercado nacional.

“Já atuávamos juntos com a Nova Aliança com o portfólio de sucos e, então, surgiu a oportunidade de trazer inovação por meio da embalagem na categoria de vinhos, que já é comum em países da Europa e América Latina”, relata Alexandre Shueda, gerente de Marketing da Tetra Pak Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *