Vá de Lata completa um ano de atuação no Brasil

Lançado em 2018, movimento incentiva consumo e reciclagem de lata de alumínio para bebidas

Há um ano, o movimento Vá de Lata realiza atividades voltadas ao consumo consciente. Lançada em janeiro de 2018 pela fabricante de latas de alumínio Ball Corporation, a iniciativa prioriza oferecer informação sobre descarte correto, ciclo de reciclagem e a importância da atuação dos catadores de materiais recicláveis como agentes ambientais. Para falar sobre o movimento, o portal Embalagens de Alumínio entrevistou   Thaís Moraes,  gerente de Comunicação e Relacionamento com as Comunidades da Ball Embalagens para Bebidas América do Sul


O Vá de Lata foi formatado especialmente para o Brasil? O que motivou sua criação?
O movimento Vá de Lata busca conscientizar a população sobre as vantagens da embalagem mais sustentável da cadeia de bebidas. O Brasil é o país que mais recicla latas de alumínio no mundo, com um índice de reciclagem de 97,3%. O PET, por exemplo, tem uma taxa de 59%, seguido do vidro, com cerca de 47%. Isso significa que, quando descartada corretamente, a lata retorna às prateleiras em até 60 dias. A latinha acaba por subsidiar a coleta de outros materiais recicláveis, pois, na prática, o valor da sucata do alumínio é 26 vezes maior que o valor da sucata de vidro e 3 vezes maior que o valor pago na sucata de PET.

Além de ser a mais amiga do meio ambiente, ela é também a mais segura, pois não quebra, não fragmenta e protege o sabor da bebida. Por acreditar em um consumo com menos lixo e mais consciência, o movimento Vá de Lata dissemina informação e promove conscientização em seus canais de comunicação e em diversas ações pelo Brasil. Mas o movimento também está presente em outros países da América do Sul, como Chile e Argentina.

Qual a relação entre o aumento de consumo de latas de alumínio para bebidas no Brasil e as vantagens dessa embalagem?
Segundo a ABAL (Associação Brasileira do Alumínio), o consumo anual de latas de alumínio para bebidas chegou a 116 unidades por brasileiro em 2017. Em 2003, este número era apenas de 52,1 latas por brasileiro, ou seja, houve um aumento de cerca de 122% em 14 anos.

A lata de alumínio é a melhor opção de embalagem para bebidas e o consumidor sabe disso. Além das vantagens ambientais citadas acima, no quesito sabor, a latinha também apresenta vantagens. Ela é a embalagem que melhor preserva o sabor original da bebida, pois a protege completamente da ação de raios UV. Essa característica é essencial para a cerveja, por exemplo, que perde suas propriedades se for exposta à luz, o chamado efeito light-struck. A lata ainda é selada internamente por um verniz inodoro que protege a bebida, não permitindo que o líquido entre em contato com o alumínio e sofra qualquer alteração. Ou seja: bebendo na lata, o consumidor experimenta praticamente a mesma bebida do momento do envase, característica que tem atraído muitos cervejeiros artesanais.

Além disso, com a latinha, a cerveja gela mais rápido, atingindo a temperatura ideal cerca de 37 minutos antes da long neck. A praticidade das latas caminha junto com a segurança, já que este tipo de embalagem, diferente do vidro, não quebra e é inviolável, com um sistema de fechamento que protege a bebida, garantindo segurança no transporte e procedência do produto.

Quais as principais ações do Vá de Lata?
Além de manter canais nas redes sociais Facebook e Instagran, com informações diárias sobre consumo consciente, reciclagem, educação ambiental, calendário de eventos nacionais etc, trabalhar junto a influenciadores nas áreas de sustentabilidade, lifestyle e lazer, a #Vadelata aproveita momentos de pico no consumo de bebidas, como o verão, carnaval e copa do mundo para fazer campanhas mais enfáticas.

Em 2018, fez campanhas de conscientização no Carnaval e, durante a Copa do Mundo, quando lançou a ação “Quem torce pelo mundo bebe na latinha”, quando torcedores puderam trocar suas latas usadas por mudas de árvores. Cerca de dez hectares de Mata Atlântica foram reflorestados. E, para o Carnaval deste ano, o Vá de Lata lançou a campanha “Quem curte natureza e diversão, cai na folia de latinha na mão”, com o objetivo de propor uma reflexão sobre escolhas de consumo e mostrar, de forma descontraída, quais são os benefícios da embalagem mais amiga do meio ambiente: a latinha de alumínio.

As ações da campanha começaram desde o Réveillon, quando os influenciadores Thaynara OG, Foquinha e Marcos Veras receberam latinhas de presente, as descartaram corretamente e as reencontraram recicladas exatamente 60 dias depois, durante o Carnaval. O movimento Vá de Lata esteve presente nos maiores carnavais do Brasil, fazendo a gestão de resíduos recicláveis da Sapucaí (RJ), agitando o bloco Galo da Madrugada (PE) e o Bloco Du Brasil, com Carlinhos Brown e Timbalada (SP).

Também foi lançada uma sequência de dois vídeos  gravados com o Porta dos Fundos, para provar que é possível falar de sustentabilidade de uma forma leve e divertida.

Qual a participação das indústrias de bebidas?
O movimento Vá de Lata vem se popularizando cada vez mais na indústria, por meio de parcerias com clientes em suas ativações de marca, contato com influenciadores e lançamento de novos produtos. O nicho de craft beer, por exemplo, vem crescendo ano a ano e migrando cada vez mais para a lata devido às vantagens desta embalagem e às mudanças no perfil do consumidor moderno. Inclusive a Ball lançou recentemente o modelo X-Sleek 410ml, diferente de todos os padrões já existentes no mercado mundial. A novidade foi elaborada com exclusividade para a cerveja Colorado, que passou a ser comercializada também em latas de alumínio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *