Projeto da Tetra Pak forma agentes socioambientais

O Recicla Cidade capacita trabalhadores de cooperativas para estimular conscientização ambiental da população

Para incentivar a reciclagem de embalagens, a Tetra Pak adota o caminho da conscientização. Com o projeto Recicla Cidade, a empresa busca empoderar trabalhadores de cooperativas de materiais recicláveis e destacar a importância econômica, social e ambiental da reciclagem.

A proposta é baseada na capacitação dos cooperados para que sejam agentes de transformação socioambiental.  Após treinamento, os participantes começam a atuar junto a estabelecimentos comerciais, escolas e moradores. Ou seja, eles vão a campo para estimular a conscientização ambiental da população e, consequentemente, a destinação adequada dos resíduos sólidos.

Além de capacitação dos cooperados, a iniciativa  envolve etapas como o diagnóstico da cidade e da cooperativa, evento de abertura, mobilização de diferentes stakeholders e ações de sensibilização na região.

“Empresa quer dar visibilidade a trabalhadores de cooperativas”

“Há mais de 20 anos desenvolvemos iniciativas socioambientais e percebemos que ainda existe um estigma em torno das cooperativas e seus trabalhadores, o que os torna socialmente invisíveis. Com esse projeto, buscamos não somente aumentar o volume e a qualidade dos materiais coletados na região, mas também empoderar e dar visibilidade a uma categoria com enorme potencial para promover transformações”, comenta Valeria Michel, diretora de Economia Circular da Tetra Pak para as Américas.

Segundo a empresa, em 2018, o projeto piloto desenvolvido no bairro do Jabaquara, em São Paulo, contribuiu para uma ampliação de 44% no volume de materiais recicláveis coletados. O resultado ultrapassou a meta desejada de aumento de 20% do volume de resíduos recicláveis destinados à cooperativa local. Neste ano, o projeto foi implantado aos cooperados da Cotmap, localizada em Piedade (SP), em parceria com a ONG Espaço Urbano.

Vídeo da Tetra Pak traz histórias de “Gente que Recicla”

Série mostra histórias de pessoas que colaboram com a coleta seletiva de embalagens

Ao escolher um produto, o consumidor pode colaborar com a preservação do meio ambiente levando para casa alimentos e bebidas envasados em embalagens recicláveis, como as caixinhas longa vida e as latas de alumínio. De acordo com Valeria Michel, diretora de Economia Circular da Tetra Pak, governo, empresas e cidadãos dividem as tarefas no que diz respeito à gestão de resíduos sólidos no País. Por isso, é preciso que cada um faça a sua parte.

Dentre outras ações, a empresa investe na conscientização do consumidor. Para isso, produziu uma websérie que conta histórias de pessoas que trabalham para a reciclagem acontecer no Brasil. Em sete episódios, a produção aborda a importância da educação, da consciência ambiental, da criatividade e do cooperativismo para a prática da coleta seletiva.

“Reciclagem depende do consumo e da coleta seletiva de embalagens”

Quem assiste pode conhecer a Najara, professora que educa as crianças sobre a importância de proteger o meio ambiente; o Renato e a Luna, pais que aprenderam com o filho Davi a praticar a coleta seletiva dentro de casa; o Gilberto, catador de materiais recicláveis e líder da cooperativa Casa do Catador; a Alyne, empreendedora em um comércio de materiais recicláveis; a Maria Angélica, diretora em uma indústria papeleira que recicla embalagens longa vida; o Eduardo, empresário que produz telhas e placas com plástico e alumínio reciclados, provenientes das embalagens cartonadas; e, por fim, o José Carlos, engenheiro em uma indústria de rotomoldagem que desenvolve produtos com esse mesmo material.

“O que possibilita que todas as ações funcionem são as pessoas. A começar pelo consumidor, que escolhe um produto em uma embalagem longa vida e pratica a coleta seletiva, e por cada parceiro que desenvolve novos produtos a partir das nossas embalagens pós-consumo. São essas as histórias que procuramos mostrar na série”, explica Valeria.

A série completa está disponível em https://www.youtube.com/tetrapakbrasil

Novas caixinhas longa vida otimizam transporte

Em formato de cubo, cartonadas assépticas destacam os produtos nas gôndolas e reduzem custos de transporte e armazenamento

A Tetra Pak apresentou uma nova solução em embalagem longa vida: a Tetra Classic Aseptic Cube 65ml, que reduz em cerca de 40% o espaço para transportar a mesma quantidade de produtos.

A inovação do formato permite que seis unidades formem um cubo, otimizando o uso de espaço na distribuição e no armazenamento. Segundo a empresa, isso trouxe melhorias significativas na eficiência de custos e na pegada ambiental.

 

A nova embalagem está em uso desde dezembro de 2018 no Sudeste Asiático. A empresa não informou quando a embalagem estará disponível no Brasil.

Realidade aumentada inova caixas longa vida

Tetra Pak desenvolve tecnologia para cartonadas assépticas para mercados do Brasil e dos Estados Unidos ​

Os mercados do Brasil e dos Estados Unidos são os primeiros a adotar a tecnologia de realidade aumentada nas embalagens cartonadas assépticas da Tetra Pak. A inovação, que visa  estabelecer novos canais de interação com os consumidores, já pode ser conferida nas caixinhas de suco das marcas Maratá e Tial.

“Em pesquisas que realizamos no mundo todo sobre tendências e perfis de consumo, identificamos o potencial das embalagens como vetor de comunicação. Para transformar as tendências em projetos, buscamos suportar nossos clientes para aderirem à inovação em suas linhas. As animações projetadas em realidade aumentada chamam atenção e conseguem criar uma experiência diferenciada e informativa para os consumidores. Essa é a primeira de outras iniciativas focadas em digitalização que temos em nossos projetos”, ressalta Vivian Leite, diretora de Marketing da Tetra Pak Brasil.

“Tecnologia proporciona novo canal de comunicação com o consumidor”

A animação das novas embalagens traz personagens mitológicos como dragões e sereias projetados como se estivessem saindo da embalagem para dar acesso, de forma divertida, a parte interna da caixinha. Imagens de frutas são visualizadas neste momento junto a botões interativos que levam para conteúdos de diferentes canais digitais da empresa, todos para reforçar a proteção alimentar oferecida pelas embalagens, fabricadas para impedir a entrada de oxigênio, luz e umidade, o que permite a preservação do sabor, da qualidade e dos nutrientes das bebidas.

Para vivenciar a experiência, o consumidor deve baixar o aplicativo “Tetra Pak – Mitos”, desenvolvido pela ROAR para as plataformas iOS e Android. Para baixá-lo, o usuário pode ler o Qrcode da embalagem, utilizando a câmera do celular ou digitar “Tetra Pak – Mitos” na Apple Store ou Google Play. Em seguida, é preciso scanear a lateral da embalagens por meio do app para dar início à animação.