img-ext-aluminio-isopor

Embalagem descartável, de alumínio ou isopor?

Além  de praticidade na cozinha e conservação dos alimentos, embalagens de alumínio são as campeãs em reciclagem

Quais as vantagens das embalagens descartáveis de alumínio em comparação às de isopor? Além de serem infinitamente recicláveis, são as únicas capazes de proteger os alimentos contra a ação da luz, do oxigênio e da umidade, preservando o sabor, os nutrientes e a qualidade dos alimentos.

“E ainda resistem a todas variações de temperatura exigidas durante a utilização, desde o congelamento até o calor extremo do cozimento”, como lembra Cadu Migliorini, responsável pelo Marketing do Grupo Wyda. Propriedade que permite o uso das descartáveis no forno tradicional e no micro-ondas, podendo ser levadas diretamente à mesa.

“Descartáveis protegem os alimentos
e são 100% recicláveis”

Ao serem 100% recicláveis, as descartáveis de alumínio ajudam na sustentabilidade do planeta. Pratos, bandejas e formas de alumínio são facilmente destinadas ao lixo reciclável.

Assim como os demais produtos de alumínio, as embalagens usadas são separadas e compactadas para serem enviadas para a reciclagem. Ao consumidor, basta retirar o excesso da sujeira da embalagem com um guardanapo, por exemplo, e descartá-la corretamente no lixo para coleta seletiva.

Para informar o consumidor sobre essas vantagens, o fabricante de embalagens Wyda produziu o vídeo abaixo que destaca as embalagens de alumínio como aliadas dos consumidores preocupados com a preservação da natureza.

img-ext2-blog-receita-minuto

YOUTUBER INDICA USO DE DESCARTÁVEIS NO PREPARO DE RECEITAS RÁPIDAS

O canal “Receitas de Minuto” traz pratos especiais preparados em formas de alumínio

A partir deste mês, as embalagens descartáveis de alumínio terão destaque nas redes sociais. Os vídeos inéditos produzidos pela influenciadora Gisele Souza, que possui mais de 4 milhões de seguidores em suas redes, estarão disponíveis no Youtube. A iniciativa é da ABAL (Associação Brasileira de Alumínio), com o objetivo de expandir a divulgação do uso das formas de alumínio e mostrar a praticidade no preparo de diferentes receitas.

A parceria prevê inicialmente a produção de sete vídeos de receitas fáceis e rápidas, além do “Me ajuda Gi”, um tutorial de dúvidas e dicas sobre a utilização do produto na cozinha, como o uso no micro-ondas, o melhor aproveitamento da folha de alumínio, descarte correto das embalagens para reciclagem, entre outras.

A série ficará no ar entre o Natal e a Páscoa. Para iniciar, uma deliciosa receita de Torta de Pêssego Express para o Natal, preparada em forma descartável para pizza de alumínio de 1,4 litros. Acesse o canal e confira! O passo a passo também fica disponível no blog.

img-aliadas-interna-capaf

Parcerias de negócios

Cozinhas industriais dão preferência às descartáveis de alumí­nio para atender mercado de pratos prontos ou pré-prontos

Ao fornecerem pratos prontos ou pré-prontos a empresas e consumidores, as cozinhas industriais mantêm uma rotina de trabalho que impõe segurança no preparo e conservação dos alimentos, além de logística eficiente de transporte e distribuição. Nessa tarefa diária, o setor tem como aliadas as embalagens descartáveis de alumínio.

img-aliadas-interna-02

 

As propriedades do alumínio fazem dessas embalagens as ideais para atender às exigências dos serviços prestados pelas cozinhas industriais. O metal é impermeável à luz e  ao ar, elementos causadores da deterioração, não traz dano à saúde, não altera o gosto e o aroma dos alimentos, é atóxico e 100% reciclável.

Especificidades que, aliadas à praticidade de transporte e armazenagem, devido à leveza e à necessidade de pouco espaço, garantem o uso de descartáveis de alumínio na maioria das cozinhas industriais. “Além da facilidade de fechamento, realizado de forma mecânica, a matéria-prima é isenta de impurezas e a tecnologia de produção dispensa o contato manual”, destaca Roseane Castro, diretora da Cotherpack, que produz 500 toneladas de produtos de alumínio (pratos, bandejas, rolos, forma de pizza, protetor de fogão), papel manteiga e filmes de PVC ao mês.

Disponíveis em diferentes formatos e volumes, as descartáveis contam com a preferência das empresas do segmento, de acordo com Roseane. Os pratos redondos podem variar de 45ml a 1.200ml. Os retangulares são oferecidos pelos fabricantes nos volumes de 500ml a 2.000ml. As assadeiras ovais podem chegar a 7.000ml e as retangulares a 10.000 ml.

“Retangulares, redondos e ovais, pratos  e assadeiras variam de 45ml a 10.000ml”

Para garantir qualidade das embalagens, as descartáveis de alumínio devem estar de acordo com a Norma ABNT NBR 14230, que especifica  a espessura mínima dos pratos em de 35 μm e determina a identificação da marca do fabricante e do volume em milímetros no fundo do corpo de cada embalagem

img-embalagens

Aliadas na cozinha

Descartáveis de alumínio facilitam preparo, congelamento e aquecimento de alimentos

Práticas, versáteis e seguras, as embalagens descartáveis de alumínio fazem parte dos utensílios mais encontrados na cozinha. A variedade de tamanhos e formatos coloca à disposição do consumidor pratos, bandejas e formas indicadas para o preparo, congelamento e aquecimento dos alimentos. São as únicas embalagens de material descartável que podem ir direto do freezer para o forno e para a mesa.

“Além de embalagens tradicionais redondas conhecidas como [pratos] marmitex, que fecham totalmente ficando hermeticamente lacradas, há  uma linha Premium composta por formatos retangulares, com medidas de 200 ml a 3.500 ml, com duas, três ou quatro divisórias.  Estas são produzidas com folhas de alumínio mais espessas e com tampas de papelão aluminizadas”, explica Fabio Romeiro Guaraná, diretor da fabricante de embalagens Alumileste.

As linhas especiais ainda oferecem formatos retangulares e redondos sem divisórias e de diferentes volumes, que podem variar de 220ml a 10.000 ml. As formas para assados e bolos também facilitam na hora de cozinhar, podendo ser usadas no forno tradicional ou no micro-ondas.

Os variados modelos de descartáveis de alumínio podem ser adquiridos em supermercados ou em lojas especializadas em embalagens e em distribuidores, em caixas com maior quantidade do produto.  Na hora da compra, o consumidor deve ficar atento ao volume especificado no fundo da embalagem. “Há fabricantes que não fornecem essa informação e apresentam produtos fora das normas de mercado. É importante comprar de marcas tradicionais que garantem qualidade no sistema de produção, com higiene e processos rastreados”, alerta Guaraná.

img-mat03-01

Embalagem orgânica

Descartáveis de alumínio atendem a conceito de alimentação sem agrotóxicos e conservantes

O mercado brasileiro de alimentos orgânicos tem registrado índices de crescimento de 30% a 40% ao ano no varejo, segundo dados do Projeto Organics Brasil . Além de redes de supermercados, os produtos in natura ou processados podem ser encontrados em feiras e lojas de conveniência. Uma demanda que impacta a produção de embalagens descartáveis de alumínio utilizadas por fornecedores de pratos prontos e lanches naturais.

Impermeável à luz e ao ar, elementos causadores da deterioração, o alumínio não traz dano à saúde, não altera o gosto e o aroma dos alimentos, é atóxico e 100% reciclável. Tais especificidades aliam-se à praticidade de transporte, armazenagem e utilização final. Propriedades que fazem das descartáveis de alumínio ideais para atender às exigências de produtores e consumidores de alimentos orgânicos, que não contêm agrotóxicos , aditivos químicos e conservantes na sua preparação.

A Refazenda, empresa pioneira na produção de pratos prontos orgânicos congelados no Brasil, há 21 anos fornece 100% de seus produtos em embalagens de alumínio. De acordo com Neura Gil, sócia-fundadora da empresa instalada na cidade paulista de Botucatu, o alumínio atende ao conceito de alimentação nutritiva e saborosa fornecida a varejistas de diferentes regiões do País.

A empresária, responsável pelo abastecimento do mercado nacional com cerca de 3.500 pratos ao mês, explica que as descartáveis de alumínio são a melhor opção por não liberarem substâncias tóxicas, serem recicláveis e práticas, facilitarem o acondicionamento dos alimentos e o processo de lacre seguro, e ainda permitirem que os pratos congelados sejam levados diretamente ao forno e à mesa. Entre os pontos fortes dos pratos e bandejas de alumínio destaca-se a reciclabilidade, um item fundamental para os adeptos dos alimentos orgânicos, segundo Neura Gil.

“O processo de reciclagem é mais econômico que das outras embalagens por consumir menos energia, e sua capacidade de reciclagem é infinita. O processo de logística reversa também é mais simples e ágil que as demais. Esses conceitos vão ao encontro da filosofia dos produtos naturais”, explica Daniele Costa, diretora executiva da fabricante de embalagens Boreda.

Quanto à garantia de qualidade, Antônio Carvalho, gerente nacional de vendas da fornecedora de embalagens Wyda alerta para a espessura correta da folha de alumínio utilizada na fabricação e a especificação do volume. De acordo com a Norma ABNT NBR 14230, a espessura mínima dos pratos deve ser de 35 micra e o fundo do corpo de cada embalagem deve trazer o marca do fabricante e o volume em mililitros.

img-mat-embalagem-organica