Mercado food service impulsiona inovações em bandejas de alumínio

Fabricante amplia linha de descartáveis para atender aumento de demanda registrado no segmento de pratos prontos

O mercado de food service fechou o ano de 2018 com 32,9% de participação no faturamento da indústria de alimentação nacional, contra 30,7% em 2012. Os dados da ABIA (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos) espelham o aumento do mercado de alimentação fora do lar, que registrou uma movimentação de cerca de R$ 170 bilhões anuais na última década.

De olho nesse mercado, a Wyda ampliou sua linha de bandejas de alumínio com tampa PET, com o objetivo de proporcionar mais versatilidade no consumo interno do varejo, em estabelecimentos como restaurantes, padarias, e atender à crescente demanda do segmento de food service.

 

 

 

 

 

 

As bandejas são acompanhadas de tampas em material PET transparente, o que facilita a visualização do alimento armazenado. As embalagens são apresentadas em diferentes tamanhos: 220 ml, 500 ml, 750 ml, 1.150 ml, 1.500 ml, 650 ml (bolo inglês), 800 ml (especial para bolos redondos) e o de 135 mL (ideal para pequenas sobremesas).

As embalagens são comercializadas em todo Brasil. “Para o ano de 2019 teremos mais novidades, a linha tem um enorme potencial de crescimento, afirma Cadu Migliorini, responsável pelo Marketing do Grupo Wyda.

Na Europa, embalagem prolonga shelf life de aves refrigeradas

Embalado a vácuo, frango pode ser assado diretamente em bandeja de alumínio

Para evitar o desperdício de alimentos, frequentemente associado a níveis mais altos de produção, como no caso da carne de frango que atingiu na Grã-Bretanha 182,2 mil toneladas em 2017, um aumento de 1,4% em relação ao ano anterior, empresas europeias investem no desenvolvimento de embalagens de alumínio capazes de prolongar o shelf life dos alimentos e oferecer mais conveniência ao consumidor.

Com o objetivo de atender essas necessidades, a Advanta, com sede no Reino Unido, desenvolveu para os  processadores de frango europeus uma embalagem que combina proteção do alimento e praticidade ao consumidor. Na nova solução, a ave é comercializada inteira em uma bandeja de alumínio pronta para cozinhar, bastando retirar o filme plástico que a envolve.

O porta-voz da empresa, Miguel Campos, explica que a “ave é embalada a vácuo na bandeja de alumínio, eliminando o oxigênio e, portanto, aumentando a vida útil das aves refrigeradas em até 300%. Os varejistas e os fabricantes estão cada vez mais optando por esse tipo de embalagem, porque os produtos com prazo de validade mais longo resultam em redução do desperdício da cadeia de suprimentos”.

Embalagem aumenta a vida útil das aves refrigeradas em até 300% e bandeja de alumínio suporta temperaturas que variam de -40°C a 400°C

Segundo a empresa, tanto a demanda do consumidor por conveniência quanto as exigências dos varejistas por prazos mais longos têm redirecionado as prioridades das embalagens para aves. “Como o consumo continua a crescer, novos conceitos são necessários para garantir que a embalagem seja adequada.  Independente da qualidade ou sabor de um produto, a embalagem sempre terá um impacto significativo sobre o consumidor”, afirma Campos.

A nova solução permite que a ave seja cozida diretamente na bandeja de alumínio que suporta temperaturas que variam de -40°C a 400°C, permanecendo inquebrável.  Também é 100%  reciclável, oferecendo uma opção mais ecológica, ao contrário das alternativas de bandejas plásticas ou de isopor.

Bandejas Smoothwall conquistam mercado nacional de food service

Embalagem de alumínio oferece alta rigidez e tampa transparente “clip-on”

As bandejas de alumínio Smoothwall, muito usadas na Europa e nos EUA, cada vez mais conquistam fabricantes e fornecedores do mercado nacional de food service. “Isso porque essa solução é diferenciada por sua alta rigidez, com mais de 100µm de espessura, e pela tampa transparente clip-on, que permite ao consumidor visualizar o produto”, explica  Cadu Migliorini, responsável pelo Marketing do Grupo Wyda.

A embalagem garante o melhor cozimento dos pratos, pois suporta a cocção em forno convencional por um período mais longo, algo que o papel não permite, mantendo sabor, aroma e coloração. Além desses diferencias, as bandejas de alumínio oferecem conveniência ao consumidor, pois são levadas diretamente ao forno e depois à mesa.

Bandejas Premium de alumínio são 100% recicláveis

“A Wyda trouxe essa categoria para o mercado brasileiro em 2016, porque as embalagens Premium estão em uma crescente, pois agregam valor ao produto. No caso do alumínio, entrega muita praticidade e é um material 100% sustentável. Essa linha é excelente para o preparo dos alimentos, exposição no PDV, tem design atrativo e rigidez para um transporte mais seguro”, afirma Migliorini.

As bandejas Wyda Smoothwall possuem a versatilidade de poderem ser seladas ou fechadas com a tampa transparente clip-on. O selamento permite vedação total com o uso de máquina, evitando vazamentos. Já o fechamento com a tampa oferece mais facilidade, segundo Migliorini. “O selamento é ideal para indústrias alimentícias e a tampa clip-on é mais usuda por restaurantes e todo mercado food service”.

Os produtos são compostos por bandejas retangulares de alumínio de  “SW515 – 515ml”, “SW783 – 783ml”, “SW1000 – 1.000ml” e “SW1933 – 1.933ml”.

No lançamento, a “Smoothwall” foi adotada como solução de embalagem para a linha de pratos ready to cook Jamie Oliver, da Sadia. A categoria é composta por diferentes receitas a base de frango e comercializada em embalagens retangulares de 350g e 650g.