Poder de compra da geração sênior movimenta consumo

No Brasil, consumidores acima de 60 anos devem ficar com 16% da renda do país em 2020 e a maioria está disposta a gastar mais para garantir qualidade

Nos próximos anos, a geração sênior será uma das mais importantes para o consumo mundial. O poder de compra dos consumidores acima de 60 anos vai superar R$ 30 trilhões em 2020, de acordo com estudo divulgado pela Tetra Pak. A pesquisa entrevistou mais de 40 mil pessoas, de 27 países.

No Brasil, o público sênior detinha 11% da renda do país, na última década. Nos próximos quatro anos, a expectativa é que essa participação ultrapasse 16%, em decorrência do envelhecimento da população e do aumento do poder de compra dos brasileiros, de acordo com o relatório “Consumer Generations”. Apesar de ser uma fatia representativa dos consumidores, o número é inferior se comparado aos países asiáticos. No Japão, por exemplo, os idosos devem representar 31% do consumo do país em 2020, enquanto em 2005 era de 26%.

De acordo com dados da Tetra Pak, a geração sênior investe 20% do orçamento em alimentos e bebidas. “Eles têm mais recursos que outras gerações e podem se tornar um importante grupo de consumidores, o que cria uma grande oportunidade para a indústria atender as demandas deles”, afirma Libby Costin, vice-presidente Global de Marketing da Tetra Pak.

O estudo ainda revela que, na hora de escolher alimentos e bebidas, 88% das pessoas acima de 60 anos priorizam a qualidade do produto como fator decisivo para a compra e 59% estão dispostos a pagar mais caro para garanti-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *