Peças feitas com lacres de alumínio ganham o mundo

Associação exporta 80% da produção de artigos de vestuário e decoração, ao reutilizar lacres de alumínio de latas de bebidas e alimentos

O uso do alumínio em latinhas de bebidas revolucionou mercado e indústria. Seus benefícios, porém, vão além dos proporcionados ao meio ambiente e aos consumidores. Já se ramificaram por diversas atividades, por exemplo na reutilização do material em artigos de vestuário e decoração.

Criada há 17 anos, a Cia do Lacre prova como um item extremamente simples – o lacre das latinhas – pode originar os mais variados e curiosos produtos. A cooperativa de Riacho Fundo, com sede em Brasília, começou a chamar a atenção ao conquistar vários clientes no exterior com seu artesanato.

Hoje, 30 mulheres associadas trabalham para transformar cerca de cinco toneladas de lacres de alumínio em vestidos, mochilas, colares, bolsas, capas para almofadas, porta-moedas e carteiras. Elas recebem latinhas de vários pontos do Brasil e também vão a centros de reciclagem comprar o material.

img-int-ciadolacre

“Adquirimos o material e fazemos todo o trabalho de separação dos lacres. Porque vem lacre sujo, quebrado, arranhado. Esses não podemos utilizar e devolvemos para reciclagem. Ou seja, é reaproveitado de uma maneira ou de outra”, explica Maria Madalena Lopes, presidente da Cia do Lacre e integrante da associação desde seu início.

Madalena aponta as várias vantagens do uso do alumínio. “A maior delas é a relacionada à questão ambiental, claro. Você tira de circulação um tipo de lixo que, sozinho, demoraria muito tempo para se degradar. Além disso, podemos usar o alumínio em vários materiais diferentes. Por meio do crochê, é possível utilizar os lacres para enfeitar peças de couro, lona de caminhão e borracha, por exemplo”, diz Madalena.

Hoje, a Cia do Lacre trabalha principalmente com encomendas, e, embora o Brasil seja o campeão mundial de reciclagem de latinhas com um índice de 98%, a cooperativa exporta cerca de 80% do que produz. “No Brasil, vendemos mais quando vamos a eventos e exposições. Aqui ainda existe uma certa dificuldade em entender a necessidade da reciclagem. Por isso, além do nosso trabalho, frequentemente visitamos escolas para conscientizar os jovens sobre a questão”, conta a artesã.

É possível conferir o trabalho da Cia do Lacre, e encomendar produtos, pelo site http://www.ciadolacre.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *