Lata de alumínio inova o mercado de vinho

Vinícolas internacionais investem em novo produto para conquistar os jovens

No mercado internacional, o envase de vinhos em latas de alumínio já é uma realidade. O produto, de 187ml a 500ml, é oferecido, por exemplo, pela fabricante de latas para bebidas norte-americana Ball, que aposta na popularização da bebida entre as novas gerações.

Segundo a empresa, hoje o consumo de vinho não se limita a ocasiões especiais. Também é consumido em momentos casuais de lazer. Um novo cenário que favorece o investimento em latinhas. Além da conveniência, a embalagem é inquebrável, hermética e à prova de luz,  o que garante proteção ao sabor e aroma da bebida. “O vinho em lata está na  moda em todo o mundo. Países como Estados Unidos, Itália, França e Nova Zelândia já produzem uma grande variedade desses vinhos. O produto emplacou no mercado para agradar um público mais jovem, entre 21  e 35 anos , que deseja encontrar facilidade na hora de consumir a bebida em festas na praia, camping e concertos de músicas. É uma busca, principalmente de países como os Estados Unidos, de inserir a cultura do vinho no jovem que não cresceu nesse mundo e enxerga o vinho como um produto elitizado e somente para pessoas mais velhas”, explica a sommeliere Marcia Anholeti.

“Estados Unidos, França, Itália e Nova Zelândia apostam nos consumidores de 21 a 35 anos”

A novidade surgiu em 2009 e aos poucos começou a ganhar o mercado internacional. Segundo Marcia, hoje há uma variedade muito grande de produtores. Entre eles a sommelier cita as vinícolas Sofia (Califórnia), que produz espumante;  Underwood  (Oregon), produtora de vinho branco da uva Pinot Grigio e um tinto da uva Pinot Noir.; Presto (Itália), fornecedora de espumante  e Lila (Nova Zelândia), que oferece ao mercado vinho branco da uva Pinot Grigio.

O vinho envasado em latinhas de alumínio ainda não chegou nas vinícolas nacionais. “Mas já é possível ver as primeiras importações de vinho em lata . A aceitação ainda acho que será preconceituosa, e tudo irá depender do valor de impostos adicionado ao produto para sabermos  se conseguirá atingir o público mais jovem que tem a mente mais aberta a novidades do mercado”, opina Marcia.

img-interna-vinho-em-lata

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *