img-ext-mat-economia-circular

Folha de alumínio favorece economia circular

100% reciclável, materia-prima de embalagens protege produtos e colabora para a redução de desperdício

Na construção de uma economia circular, modelo que prevê o retorno à cadeia produtiva de produtos e materiais por meio de um processo de recuperação e regeneração, o alumínio é um forte aliado. O metal, 100% reciclável, está presente em diversas embalagens, sendo o campeão de reaproveitamento de latinhas de alumínio para bebidas, que em até 60 dias são coletadas, recicladas e novas latas chegam aos pontos de venda.

O papel da embalagem numa economia sustentável vai além de sua capacidade de reciclagem, como ressalta Assunta Napolitano Camilo, diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens: “A embalagem protege o produto, o identifica. Pode comprometer a segurança e a qualidade se mal dimensionada. Uma boa embalagem aumenta a vida de prateleira (shelf life) do alimento. O papel da embalagem é proteger o produto com os recursos adequados, sem desperdício de material, e orientar o consumidor a separá-la para a reciclagem”.

“Além de 100% reciclável, embalagem
de alumínio aumenta a vida de prateleira do produto”

Portanto, a participação da embalagem no processo de economia circular vai desde o projeto , que deve priorizar o cumprimento de suas funções, como destaca Assunta Camilo, até a revalorização de seu material após o consumo.

“Ao escolhermos materiais que sejam possíveis retornar ou reciclar, estamos poupando recursos e minimizando os resíduos. A escolha tem que levar em consideração a barreira adequada para as condições desejadas para aquele produto”, afirma a diretora do Instituto de Embalagem, que cita a colaboração da folha de alumínio por agir como barreira à luz, à agua, a vapor, a gases.

No Brasil, segundo Assunta Camilo, falta educar o consumidor para que ele entenda a contribuição das embalagens para sua vida. “Na Alemanha e na Inglaterra, por exemplo, cresce a opção por embalagens que impactem menos na natureza. As embalagens informam até a pegada de carbono. Muitos optam por embalagens em um só material para ser mais fácil de reciclar ou as que façam parte de programas de logística reversa”, conclui.

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *