Cervejaria lança versão em lata para ampliar consumo

Bebida artesanal chega ao mercado em lata de alumínio de 310 ml

Apenas nos primeiros nove meses de 2018, foram registradas 156 novas cervejarias no País, uma média de quatro a cada semana. Esse segmento fechou o ano com 835 fábricas em atividade, número 23% maior do registrado em dezembro de 2017, segundo levantamento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Esse crescimento reflete diretamente no consumo de latas de alumínio para bebidas, que têm se tornado a opção de embalagens para diversas cervejarias artesanais, como a curitibana  Way Beer.

Opção em lata deve popularizar cerveja artesanal

Para conquistar um novo público, além da praticidade, a bebida envasada em latinhas de 310 ml e vendida por R$ 4,99, a Wayzinha foi criada para atender aos consumidores que não têm o hábito de beber cerveja artesanal com frequência, segundo Alessandro Oliveira, mestre cervejeiro e sócio proprietário da marca.

“Hoje, a maior parte das cervejas artesanais tem um valor muito alto e isso restringe o público. A pessoa compra uma garrafinha e toma num momento especial, para harmonizar com alguma comida”, explica Oliveira.

De acordo com o mestre cervejeiro, o produto é voltado para um consumo mais rotineiro sem deixar de lado as características típicas de uma bebida artesanal. A Wayzinha é produzida com malte brasileiro da região de Entre Rios, em Guarapuava (PR). Apenas 10% da matéria-prima é importada da Alemanha.