img-ext-mat-reciclagem-2018

Brasil recicla mais de 295 mil toneladas de latas de alumínio

97,3% das embalagens de alumínio para bebidas retornaram para o ciclo produtivo, em 2017, e País mantém posição de liderança mundial

Quase todas as latas de alumínio para bebidas vendidas em 2017 retornaram para o ciclo produtivo, alcançando um índice de 97,3% de reciclagem. Das 303,9 mil toneladas de latas de alumínio para bebidas colocadas no mercado em 2017, 295,8 mil toneladas foram recolhidas e recicladas. Desde 2004, o índice se mantém acima dos 90%, colocando o país entre os líderes mundiais da reciclagem dessa embalagem.

Os números foram anunciados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas) e pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal), durante o lançamento, em Brasília (DF), da Frente Parlamentar visando à criação de estímulos econômicos para a preservação do meio ambiente, realizado em 5 de dezembro.

cover_photo_v01

O presidente executivo da Abal, Milton Rego, lembra que, mesmo diante das adversidades, o setor não deixa de investir, destacando que, apesar da forte retração econômica que o país sofre desde 2015, a reciclagem de alumínio está em plena expansão no Brasil.  “As duas maiores empresas do segmento, a Novelis e o Grupo ReciclaBR, nossas associadas, acabam de anunciar planos importantes para o ano que vem. O Grupo ReciclaBR vai inaugurar novos centros de coleta no país e uma planta de fundição em Minas Gerais. Já a Novelis, investirá R$ 650 milhões em sua fábrica em Pindamonhangaba (SP). Movimentos assim é que garantem a liderança mundial do Brasil no índice de reciclagem de latas”, conclui o executivo.

Para Mário Fernandez, Coordenador do Comitê de Reciclagem da ABAL e CEO do Grupo Recicla BR, o índice de reciclagem mostra a significativa participação da cadeia da lata do alumínio na Economia Circular.  “E no que depender do Grupo ReciclaBR, iremos contribuir para a manutenção do alto índice de reciclagem, pois temos sólidos investimentos planejados”, completa.

O índice elevado revela não só a eficiência do processo de reciclagem dessas embalagens no país, mas também evidencia os benefícios dessa prática sustentável. Estudos mostram que o processo consome apenas 5% da energia que seria utilizada na produção da mesma quantidade de alumínio primário. A Análise de Ciclo de Vida da lata aponta também que a reciclagem reduz em 95% a emissão de gases de efeito estufa.

Na área social, a atividade reflete na geração de emprego e renda para os catadores de materiais recicláveis, além de estimular maior consciência da sociedade sobre a importância da reciclagem e da conservação dos recursos naturais. Somente na etapa da coleta da latinha, R$ 1,2 bilhão foram injetados diretamente na economia brasileira em 2017. O montante corresponde a 1,2 milhão de salários mínimos ou a remuneração de 1 salário mínimo por mês para a população de uma cidade com cerca de 100 mil habitantes, como Araxá (MG) ou Assis (SP) ou Paulínia (SP).

img-ext-mat-online-shopping-01-nov2018

Um novo tempo para as embalagens

Conveniência de compras on-line exige aplicação de novas tecnologias

O crescimento mundial das compras on-line atinge uma taxa de dois dígitos ao ano, o que reforça a importância do desenvolvimento de embalagens que atendam o atual perfil de consumidores de alimentos e bebidas, que esperam poder comprar quando e onde quiserem via smartphones. A partir dessa constatação,  o levantamento Tetra Pak 2018 aponta as embalagens inteligentes como a melhor solução para acompanhar esse novo cenário.

Baseadas em códigos digitais exclusivos, as embalagem inteligentes permitem que cada pacote de produto receba um identificador único, que pode ser lido por por um smartphone comum, quando são acessadas informações variadas sobre o produto.

A tecnologia cria um canal interativo com consumidores individuais, permitindo o compartilhamento de detalhes sobre o fornecimento de matérias-primas, características nutricionais, informações ambientais e campanhas promocionais. Ao mesmo tempo, por meio de códigos digitais, as marcas podem aprimorar a experiência de compra e torná-la cada vez mais personalizada.

A necessidade da entrada das embalagens nesse novo tempo está baseada nas principais quatro tendências destacadas no Tetra Pak Index 2018, que moldam o crescimento da mercadoria on-line:

Conveniência. Os consumidores, em geral, procuram novas maneiras de facilitar suas vidas, o que exige embalagem conveniente e rápido reabastecimento do produto.

Sustentabilidade. Conscientização da economia circular continua crescendo e a reciclagem se torna cada vez mais importante. Os consumidores querem saber se as marcas seguem as políticas de sustentabilidade.

Personalização e exclusividade. Diferenciais exigidos pelo atual consumidor, o que impulsiona a tendência de venda direta e cerca de 80% das empresas de bens de consumo embalados devem migrar para esse modelo até 2025.

De acordo com Alexandre Carvalho, diretor global Marketing Services da Tetra Pak, “a ascensão da mercearia on-line é uma grande oportunidade para as marcas de alimentos e bebidas, e a embalagem desempenha um papel fundamental no seu sucesso. Em particular, a embalagem inteligente ajuda a impulsionar transparência e eficiência na cadeia de suprimentos, ao mesmo tempo em que possibilita um relacionamento direto e interativo com o consumidor”.

img-ext-mat-criatividade-01-nov2018

Criatividade diferencia marcas de bebidas

No mercado internacional, designers de embalagens são exemplos de inovação

img-int-mat-criatividade-01-nov2018A cooperativa da Coreia Sul Seoul Dairy Cooperative (SDC) inova e traz para o mercado a tecnologia cartonada asséptica para micro-ondas. O leite de soja Achimae é o primeiro produto a utilizar a embalagem Heat&Go. A embalagem pode ser aquecida até 60°C. A solução pode ser utilizada para bebidas como leite  e chás.

 

img-int-mat-criatividade-02-nov2018

O designer japonês Naoto Fukasawa transformou as embalagens de sucos em frutas. A inovação está na criação de embalagens realistas compostas por rótulos que trazem a textura e a cor de cada fruta.

 

 

img-int-mat-criatividade-03-nov2018

Criada para o mercado de bebidas dos EUA, em edição especial, a lata da Budweiser ganhou “cintura”. Devido ao formato diferenciado, a lata armazena um pouco menos de conteúdo – em torno de 330ml, ao invés dos tradicionais 350ml.

 

img-int-mat-criatividade-04-nov2018A cerveja Old Guard inovou trazendo o tradicional chapéu da Guarda da Rainha inglesa. Na criação do estúdio Viewpoint, na Rússia, além do acessório preto e das roupas vermelhas, foram utilizadas as cores e formas dos bigodes de cada “soldado” para diferenciar os tipos de fermentados.

 

img-ext-mat-stand-up-02-nov2018

Stand-up pouch faz a diferença

Formato é destaque em premiação das melhores embalagens de 2018

As embalagens stand-up pouch estão entre as vencedoras do Prêmio Abre da Embalagem Brasileira 2018, promovido pela Associação Brasileira de Embalagem (Abre). O formato foi destaque nas inovações das marcas premiadas Dog Menu Baked, 3 Corações e Pilão.

img-int-mat-stand-up-01-nov2018

A linha de petiscos naturais para cães Dog Menu Baked traz conceito premium. Com apelo natural e artesanal, as embalagens precisam refletir todo o cuidado de preparo do produto, além de garantir boa visibilidade no ponto de venda. Segundo a marca,  “foi escolhido o formato stand-up pouch, adaptável ao ponto de venda, para possibilitar que a embalagem ficasse em pé nas prateleiras ou também pendurada nos expositores com gancho“.

 

img-int-mat-stand-up-02-nov2018

  A marca Pilão foi uma das premiadas ao apresentar uma inovação para a categoria de café torrado e moído, a embalagem “Abre & Fecha” com zíper. Segundo a empresa, formato, resistência e funcionalidade proporcionam a praticidade de manter o café na própria embalagem, preservando o aroma e sabor do produto: “A novidade nasceu de uma pesquisa de mercado na qual mais de 70% dos consumidores mantiveram o café dentro da embalagem, indicando uma importante mudança de hábito. Os fatores mais citados pelos consumidores foram frescor, preservação, facilidade e a praticidade da nova embalagem“.

 
img-int-mat-stand-up-03-nov2018
Inspirada em uma das fases da produção cafeeira denominada Florada, a embalagem do café 3 Corações também ficou entre as premiadas. Em formato stand up, a embalagem foi impressa em 8 cores, em laminado fosco com prime e válvula de respiro.

img-ext-mat-cerveja-mafiosa

Mafiosa inova latas de alumínio

Rótulos da cervejaria ganham versão lata de 473 ml e releitura moderna dos anos 40

Os dois primeiros rótulos da Mafiosa Cervejaria, Don Drino e A Noiva, ganharam  versão em lata de 473 mililitros. A inovação, possibilitada pela variedade de formatos e flexibilidade para a criação de rótulos das latas de alumínio para bebidas,  também finaliza o processo de padronização de todos os rótulos da cervejaria à nova comunicação da marca, que faz uma releitura moderna dos anos 40.

A ideia de dar cara nova a Mafiosa começou com uma demanda crescente de padronização dos seus produtos, destacando o lado 100% temático da cervejaria de Valinhos – a Máfia Americana. À frente da criação e produção da nova identidade visual está o designer Alexandre Nani, da Sete8.

 

img-ext-farofa-yoki

Yoki relança farofas em stand-up pouches

Embalagem composta por alumínio protege o alimento e destaca-se nas gôndolas dos supermercados

As embalagens stand-up pouche oferecem diferenciais como longo prazo de validade dos produtos, já que são compostas por alumínio, praticidade de consumo,  facilidade de logística de transporte e destaque nos pontos de venda. Essas características atraem cada vez mais marcas de alimentos na hora de lançar produtos.

A Yoki é uma dessas marcas. A linha de farofas especiais da Yoki voltou ao mercado com novas embalagens, do tipo stand-up pouch.  Para ressaltar os ingredientes e facilitar a visualização nos supermercados, as embalagens foram reformuladas e apresentam um design mais clean e agora podem ser expostas de pé nas gondolas.

Os produtos estão disponíveis nos sabores: Farofa com tempero suave (200g), Farofa com Batata-Palha (200g), Farofa com soja (200g) e Farofa com Cebola (200g).

img-ext-coca-ra

Realidade aumentada dá ‟vida” às embalagens

Comunicação digital permite interação com o consumidor, mas aplicação exige viabilidade técnica

As embalagens ganham ‟vida” com a aplicação da realidade aumentada (RA), com a qual é possível , por meio de um aplicativo mobile, apontar para uma imagem e exibir conteúdo em telas de smartphone ou tablet. São animações em 2D ou 3D, vídeos, hologramas, infográficos e até mesmo games temáticos sobre o produto.

A RA é um diferencial que gera curiosidade e benefício ao consumidor. A embalagem pode exibir características do produto, orientações de uso e descarte, promoções e campanhas de marketing.

Uma embalagem que vem sendo inovada por meio da tecnologia que permite ao consumidor interagir com o produto é a lata de alumínio, principalmente as de refrigerante. No últimos anos, as marcas têm apostado na ferramenta para o lançamento de edições comemorativas.

 

‟RA é diferencial importante, mas adoção nem sempre é viável”

A Pepsi, por exemplo, durante a Copa do Mundo de 2014, lançou no mercado europeu uma lata que permitia ao consumidor participar de um jogo interativo de futebol com craques de seleções. Bastava baixar um aplicativo e escanear a lata pelo celular. A lata da  Coca-Cola Zero, em uma edição especial do Rock in Rio 2013, atraiu o consumidor trazendo ritmos de música na embalagem.

A inovação traz uma forma eficiente de comunicação com os consumidores, porém o desenvolvimento da embalagem exige detalhada avaliação técnica para alcançar os resultados esperados. Segundo Marcelo Rodino, diretor de criação e sócio da Flex Interativa, empresa especializada em soluções digitais, a leitura da imagem em 3D, por exemplo, pode ser prejudicada pelo excesso de reflexo.

Apesar de defender as possibilidades infinitas da RA, Rodino alerta  que  em alguns casos de embalagens já consagradas a aplicação do recurso pretendido pela marca é inviável tecnicamente, o que acaba frustrando o cliente.

‟Nem todas embalagens funcionam no caso da RA. A tecnologia digital é um diferencial importante, mas devemos lembrar que a criação de uma embalagem de comunicação eficiente não deve ser alterada apenas com o objetivo de atender os requisitos das inovações tecnológias”, conclui.

img-ext-wyda-empada-grande

Assadeira de 140ml amplia linha de descartáveis

Wyda lança formato grande de assadeira de alumínio para empadas, cupcakes e quindins

A Wyda está com novo produto no mercado de embalagens descartáveis de alumínio. A linha de assadeiras da empresa agora inclui o produto “Empada Grande”, com volume de 140ml, além das já disponíveis de  45ml e 100ml.

“Assim como as demais assadeiras descartáveis de alumínio Wyda, as empadas também podem ir ao forno convencional, elétrico e microondas. Seu material, além de não oferecer risco de contaminação ao alimento, permite a reciclagem infinita, já que o alumínio não perde suas características neste processo, afirma Cadu Migliorini,  responsável pelo marketing da empresa.

As novas assadeiras são dispostas em duas torres no interior do pacote, garantindo que o produto fique “de pé” nas gôndolas, com janela para visualização. Na opção a granel, voltada à comercialização de grandes quantidades a preço mais competitivo, embalagens  sem impressão protegem o produto até chegar ao cliente.

Os produtos são acondicionados em caixas de embarque com 1000 unidades no caso do formato pequeno e 500 unidades no média e grande. Além do preparo de empadas, as assadeiras também podem ser usadas para cupcakes, quindins e outras receitas.

 

img-ext-soda-ypioca

Latinhas de alumínio são Vencedoras Ouro

Prêmio Abre 2018 reconhece inovação de embalagens das marcas Ypióca e Tônica Prata

O Prêmio Abre da Embalagem Brasileira 2018, promovido pela Associação Brasileira de Embalagem, reconheceu duas inovações em design, desenvolvidas para latas de alumínio para bebidas, das marcas Ypióca e Prata como Vencedoras Ouro.

A agência FutureBrand São Paulo foi premiada pela embalagem desenvolvida para a Ypióca São João. Aproveitando a sazonalidade da festa de São João, a marca lançou no Nordeste uma série de latas colecionáveis ilustradas com criações de artistas regionais. A ideia resultou em ilustrações com diferentes cores, traços e inspirações, resultando em uma coleção visualmente diversa. Para a impressão das latas foi selecionado o método de coprodução que consiste no compartilhamento de um foil para quatro impressões diferentes, permitindo a otimização de tempo, custos e recursos.

img-int-mat-ypioca

A OZ Estratégia + Design venceu pelo desenvolvimento do rótulo para o relançamento da Tônica Prata. Adequando-se ao novo uso na preparação de drinques, a lata foi desenhada, com militragem reduzida,  para se adequar ao volume da dose a ser utilizada. As cores da categoria foram mantidas e a impressão em verniz fosco valoriza o design e traz sofisticação. E a solução visual – uma letra identificando cada produto – dá um caráter icônico à embalagem.

img-int-mat-soda-prata

 

img-ext-mat-carlsberg-01

Inovação potencializa sustentabilidade da latinha de alumínio

Cervejaria dinamarquesa substitui teia de plástico por cola especial para agrupar latas comercializadas na Europa

Mais uma inovação em embalagem promete potencializar as vantagens das latas de alumínio para bebidas em relação à reciclagem. Além de usar as latinhas 100% recicláveis, a cervejaria dinamarquesa Carlsberg adota uma  nova forma de comercializar a bebida, numa tentativa de reduzir até 76% o plástico utilizado nas embalagens.

Para isso, a Carlsberg substituiu as embalagens de plástico por uma cola especial que dispensa a tradicional teia de plástico utilizada para reunir as latinhas que são vendidas em conjunto.

Segundo a empresa, a cola perde sua propriedade adesiva depois que as latas são separadas e o produto não grude na mão. As seis latinhas grudadas ainda têm uma pequena alça de plástico, para facilitar o transporte.

A nova embalagem,  chamada Snap Pack, foi lançada no Reino Unido e na Noruega e deve achegar a outros países onde a cerveja Carlsberg é distribuída.