Alumínio garante diferenciais de iogurtes

Aliados do mercado de iogurtes, selos e tampas de alumínio favorecem segurança e inovações tecnológicas

O alumínio está presente no mercado de iogurte, cujos segmentos grego e líquido registraram um aumento de consumo de 3,7% e 2,7%, respectivamente, segundo dados da Kantar Worldpanel de 2015, devido às propriedades dos selos e tampas produzidos com o metal, que agem como protetores de bebidas lácteas e favorecem o desenvolvimento de novas tecnologias.

Para embalagens de iogurte, o selo pré-cortado de alumínio é o mais indicado por oferecer rigidez, resistência térmica, boa condução térmica, excelente qualidade de impressão e boa ductibilidade, segundo Pablo Sebrian, executivo da área de P&D da empresa de embalagens Bemis.

img-interna-iogurte

Mesmo a embalagem sendo de plástico, o alumínio é um diferencial para a segurança e conservação do alimento. “Porque em alguns casos, dependendo da necessidade de barreira do produto – umidade, oxigênio, luz -, o alumínio torna-se uma matéria-prima essencial, por ser considerado o substrato que oferece melhor barreira”, explica Sebrian.

Além de segurança e conveniência, a versatilidade do alumínio auxilia no lançamento de inovações como o design de tampa adotado por produtoras de lácteos japonesas. A tecnologia desenvolvida pela Toyo Aluminium evita o desperdício do iogurte porque impede que a bebida fique aderida à tampa.

A  tampa de alumínio não aderente, Toyal Lotus, foi inspirada na estrutura da folha de lótus, que repele a água da chuva. Segundo os pesquisadores, na lótus, o ângulo de contato entre a folha e a borda da gota d’água é de cerca de 150 graus, o que impede a retenção de água. A partir dessa descoberta, os japoneses projetaram uma superfície de tampa com ângulo de 170 graus.

Em vídeo postado no YouTube, um consumidor mostra o efeito da nova tecnologia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *