Aliança de tradição

Há 60 anos, a embalagem de alumínio acompanha a liderança do Polenguinho no mercado de queijo snack

As propriedades do alumínio fazem do uso do metal em embalagens de queijos uma tradição global de mercado. Produtos altamente sensíveis ao contato com o oxigênio, os diferentes tipos de queijos, como os processados, camembert, brie e gorgonzola, recebem embalagens produzidas com folhas de alumínio para impedir o comprometimento de suas qualidades de aroma e sabor e de seu shelf life.

No mercado de queijos fundidos, a Polenghi, empresa do Grupo Soparind Bongrain, líder mundial de especialidades queijeiras, optou em 1955 pela folha de alumínio para embalar o tradicional Polenguinho. E há 60 anos mantém o mesmo tipo de embalagem, inclusive nas novas linhas Light, Requeijão, Cheddar, Gorgonzola e Gruyère.

O Polenguinho dispensa refrigeração e tem um shelf life de 210 dias, e conta com a folha de alumínio para manter as características sensoriais do produto. De acordo com a área de Comunicação da Polenghi, a empresa adota o material porque as embalagens de alumínio são importantes aliadas na preservação dos queijos, por impedirem a passagem de luz, umidade e oxigênio, evitando a deterioração.

img-polenguinho-02

A tecnologia que permite a fabricação desse tipo de embalagem foi desenvolvida na França e utiliza folha de alumínio ultrafina de 12μ (micra). “O tablete é selado integralmente, pois recebe um verniz que permite total inviolabilidade”, explica Luiz Henrique Ranchin, consultor Comercial da Votorantim Metais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *