Cervejaria segue tendência e aposta em lata de alumínio

Empresa catarinense, pioneira em cerveja artesanal no País, espera conquistar novos consumidores com a estreia de novas embalagens

​​​A cerveja Schornstein Imperial IPA, vencedora da medalha de ouro no Concurso Brasileiro da Cerveja, agora é comercializada exclusivamente em latinhas de alumínio de 473ml, seguindo tendência nacional e internacional. Esse é o primeiro investimento da empresa catarinense, sediada na cidade de Pomerode, nesse novo formato de embalagem.

Os consumidores também já podem encontrar em supermercados, empórios e restaurantes a Schornstein Soul em latas de 350ml que, segundo a empresa, chega ao mercado com o desafio de conquistar aqueles que ainda não conhecem a cerveja artesanal da marca.

img-interna-schornstein-soul

De acordo com o diretor executivo da marca, Adilson Altrão, a Schornstein Soul é um lançamento estratégico para a cervejaria. “Nós estamos há 11 anos nesse mercado e acreditamos que, com a quantidade e qualidade dos estilos disponíveis, agora é hora de buscar novos adeptos à cerveja artesanal. A Soul é uma cerveja que mantém as características de qualidade e preocupação com o sabor das nossas demais receitas, porém é mais leve”, comenta.

A Schornstein Soul integra o portfólio da marca, que conta com oito rótulos em embalagens para o consumidor e 10 itens na pressão. Hoje são cerca de 2,7 mil pontos de vendas em todos os estados brasileiros.

Cresce demanda por stand-up pouch na América Latina

Pesquisas projetam expectativa de expansão de 9,30% para os próximos quatro anos

Pesquisas apontam crescimento significativo do segmento das embalagens stand-up pouch em toda a América Latina. Segundo levantamentos da empresa Aptar Food + Beverage, multinacional especializada em sistemas de dispensadores de embalagens, especificamente no nicho de alimentos, as projeções de expansão do formato são de 6,4%, (2017); 6%, (2018); 5,5% (2019); e 5%, (2020). No consolidado entre diversas categorias de produtos, dos próximos quatros anos, na comparação com outros modelos, a expectativa de crescimento regional do formato de stand-up pouch é de 9,30%.

De acordo com a empresa, essas projeções incentivam o desenvolvimento de inovações como a tampa Quick Flip, solução de dispensamento para embalagens flexíveis lançada pela da Aptar Food + Beverage. A solução é composta de peça única, o que torna o uso mais conveniente ao consumidor final. A abertura é feita com apenas uma das mãos e o fechamento realizado com único “clique”.

img-interna-tampas

 

“A aplicação de tampa em stand up pouch responde à crescente demanda por conveniência em embalagens. É a evolução das flexíveis que, no Brasil, tiveram muito a posição de refis e agora é uma alternativa prática em substituição a embalagens rígidas. Segundo o Euromonitor, no Brasil, assim como em outros países, há a necessidade latente de re-fechamento das embalagens flexíveis“, explica Paulo Pazinatto, executivo da empresa.

Segundo avaliações de Pazinatto, o diferencial de conveniência atende à demanda por embalagens fáceis e seguras de abrir e refechar para uso posterior. “O consumidor quer manter em sua despensa ou geladeira e levar à mesa uma embalagem bonita, limpa e prática. A solução mais comum de zíperes tem suas deficiências em refechamentos repetitivos”, conclui.

Pesquisa realizada pela Aptar Food + Beverage com usuários brasileiros e mexicanos apontou que a tampa Quick Flip “é mais fácil de abrir”, “é mais segura porque não conta com sobre tampa  destacável”, “não há tampinhas para engasgar”, “é mais conveniente porque pode ser usada apenas com uma das mãos”, “mais higiênica porque não precisa tocar no bico” e “as crianças não usam os dentes para abrir”.

Agite a latinha antes de beber

Inovação promete cerveja de colarinho cremoso e espesso, basta agitar a embalagem e despejar a bebida no copo

A cervejaria paranaense Maniacs Brewing lança uma cerveja que promete um colarinho cremoso. Para conseguir esse efeito, basta agitar a latinha, antes de abrir, e despejar a cerveja em um copo. Com isso pequenas bolhas de nitrogênio se formam lentamente, de baixo para cima, compondo um colarinho espesso e duradouro.

O segredo está na maneira de envasar a cerveja na latinha de alumínio, que recebe, além do líquido, nitrogênio. De acordo com a cervejaria, o envase com nitrogênio líquido e baixa concentração de gás carbônico é responsável pela formação de uma cascata de cerveja que vai, aos poucos, se separando em líquido e colarinho, deixando na boca a sensação de uma cerveja muito mais cremosa do que a habitual.

Garrafa de alumínio valoriza edição especial da cerveja Beck’s

Embalagem de bebida alemã agrada os consumidores e ganha conceitos gráficos que destacam os elementos da marca

A AB-Inbev optou pela garrafa de alumínio para lançar uma edição especial da cerveja alemã Beck’s nos EUA. A embalagem impulsiona as vendas porque protege a qualidade da bebida, gela rápido e agrada os colecionadores. Além de atender as expectativas dos consumidores, a garrafa de alumínio favorece a criação de rótulos diversificados, já que podem ocupar 100% da embalagem. Uma solução de marketing não aplicável à embalagem de vidro, que permite a utilização de 30% a 40% da garrafa.

A Narita Design & Strategy foi a agência brasileira escolhida para criar a edição especial. O novo conceito gráfico evidencia os principais elementos da marca. Além do verde, color code referência da marca, o design valoriza o elemento visual mais expressivo da cerveja: o brasão com a chave (Key Seal).

“O logotipo da Beck’s foi aplicado no gargalo de forma sutil, contrapondo o peso do brasão. Os tradicionais selos que chancelam a qualidade foram explorados no rodapé, acentuando a percepção de valor do produto, assim resultando em uma garrafa icônica e memorável”, explica Fernando Quintas, diretor de criação da Narita Design & Strategy.